Pioneiro do Design - Depoimentos

Decrease Font Size Increase Font Size

A “Revue du Bresil” representou a primeira manifestação concreta de propaganda de nosso País no exterior e a ilustração da capa dessa publicação, do final do século XIX, de projeção internacional, revela e perpetua a contribuição do grande pintor Eliseu Visconti à arte da ilustração, através da qual introduziu o “Art-Nouveau” nas artes gráficas do Brasil.

Hugo Auler – Correio Brasiliense – Brasília – 02 de março de 1968.

______________________________________

Quando tivermos uma crítica especializada em arquitetura, fotografia ou desenho industrial, certamente a contribuição de Visconti como um pioneiro do design será destacada e retomadas algumas questões colocadas por Gonzaga Duque, Frederico Barata e Flávio Mota.

Frederico Morais – Aspectos da Arte Brasileira – Edição FUNARTE – Rio de Janeiro – 1980.

______________________________________

A exposição (no Centro Cultural da PUC/RJ) sobre as realizações de Eliseu Visconti no campo da arte decorativa e da arte aplicada revela o caráter pioneiro de Visconti nesse terreno, no Brasil.

Ferreira Gullar – Eliseu Visconti e as artes decorativas - ISTO É – Agosto de 1983

______________________________________

É lícito falar de Visconti a propósito de modernidade na Arte Brasileira, isto porque foi ele o primeiro artista a fazer uma incursão pelo Desenho Industrial e a Comunicação Visual, ao lado da obra de grande porte que realizou no campo da pintura, com os projetos de decoração executados nos principais edifícios públicos do Rio de Janeiro.

Sérgio G. Lima – Catálogo da exposição Eliseu Visconti e a Arte Decorativa – Organizada por Irma Arestizabal – Solar Grandjean de Montigny – PUC-RJ – 1983.

______________________________________

Precursor do Art-Nouveau no Brasil, a principal preocupação de Visconti não era a de tornar-se um artista gráfico, nem tampouco um desenhista industrial na época, e sim, com os infinitos recursos de estilização da arte decorativa, procurar uma nova forma de expressão, adquirida em seus estudos na Europa, visando o ensino da arte no Brasil.

Leonardo Visconti Cavalleiro – Catálogo da exposição Eliseu Visconti e a Arte Decorativa – Organizada por Irma Arestizabal – Solar Grandjean de Montigny – PUC-RJ – 1983.

______________________________________

O nome de Eliseu Visconti, tantas vezes estudado e louvado como pintor, está também intimamente ligado ao desenho gráfico e à indústria.

Irma Arestizabal - Catálogo da exposição Eliseu Visconti e a Arte Decorativa – Organizada por Irma Arestizabal – Solar Grandjean de Montigny – PUC-RJ – 1983.

______________________________________

Eliseu Visconti pode ser considerado o pai do desenho industrial no Brasil. ...Afiliado ao Art Nouveau, desenhou padrões para papel de parede e executou objetos, como louça, criou capas de revistas, selos, ex-libris, fez decoração do Teatro Municipal de Rio de Janeiro e da Biblioteca Nacional. Seus cartazes estão entre os primeiros do gênero com valor artístico no Brasil.

Paulo Herkenhoff – “Biblioteca Nacional – A História de uma Coleção” – Editora Salamandra – 1996.

______________________________________

Eliseu Visconti tem uma posição de destaque na história da arte brasileira. Responsável por ter estabelecido no Brasil as técnicas e idéias impressionistas, Visconti é considerado o precursor do modernismo, aquele que estabeleceu uma ponte entre as artes acadêmicas e modernas. Além disso, foi pioneiro no estudo das artes decorativas, dando os primeiros passos na aliança entre arte e indústria no País.

Paulo Geyerhahn – Revista da Associação Brasileira da Indústria Gráfica – Janeiro de 2002

______________________________________

Numa época em que todas as peças ornamentais eram importadas, escolhidas através de catálogos franceses, Visconti se mostra um artista moderno, projetando objetos para as indústrias e dando os primeiros passos para o surgimento de uma profissão décadas mais tarde - o designer.

Flávia Portela in “Visconti – do art-nouveau à origem do desenho industrial” – do livro “Barão do Rio Branco – Sua Obra e Seu tempo” – FAAP – SP – setembro de 2002

______________________________________

Embora muito divulgado pelas ilustrações e fotografias publicadas em revistas, o artista pioneiro do Art-Nouveau no Brasil foi Eliseu Visconti que, em 1901, expôs no Rio de Janeiro pinturas, desenhos e peças de artes decorativas, fruto dos anos de estudos com o artista Eugène Grasset, em Paris.

Maria Izabel Branco Ribeiro in “As artes plásticas no tempo do Barão do Rio Branco - do livro “Barão do Rio Branco – Sua Obra e Seu tempo” – FAAP – SP – setembro de 2002.

______________________________________

Essa exposição Eliseu Visconti Designer, aproveita a oportunidade criada pelo Seminário Brasil-Itália para recolocar a importância de Visconti no cenário da História do Design Brasileiro. Ele é sem dúvida o grande precursor dessa atividade em nosso país.

Exposição Eliseu Visconti Designer – ESDI – UERJ – Curadores: Guilherme Cunha Lima - Edna Lúcia Cunha Lima.

______________________________________

O estilo Art-Nouveau funcionou como intermediário entre a indústria e a arte, conforme percepção de Visconti, que realizou os primeiros ensaios de introdução da arte decorativa na indústria, situando-se como precursor desse estilo na arte brasileira.

Maria Lúcia Santos Freire - "Imagens da Arte Brasileira" - Fundação Cesgranrio - 2005